Nossos representantes em Manaus (Brasil) — Abner Lellis®.

Amigos e parceiros:

Companhia Aérea TRANSAERO

Bolsa Monetária Interbancária de Moscou (BMIM)

Notas de viagem

PRÉ-HISTÓRIA

Em setembro de 2001, na escola № 26 da Administração Distrital Sud-Oeste de Moscou pela primeira vez na história da Rússia foi iniciado o ensino de português, a língua estatal da República Federativa do Brasil.

Em junho de 2004 a delegação do Governo de Moscou, chefiada por Valéri Vinográdov, então Prefeito do Distrito Sud-Oeste, visitou o Estado brasileiro de Santa -Catarina. Durante a visita o Prefeito teve duas reuniões com Luís Henrique da Silveira, o governador do Estado. Foi assindo o Memorando da Cooperação.

No âmbito do Acordo assinado em julho de 2005, a Prefeitura do Distrito Sud-Oeste e a Administração Distrital da Educação receberam a delegação de alunos brasileiros, chefiada pelo Representante do Governo de Santa Catarina Prof. Clarice Portella de Lima. «Estou convencido, — assinalou Valéri Vinogradov na sua intervenção, — de que quanto mais estreitos se tornarão os nossos laços ao nível da juventude, mais fortes ficarão os laços entre os adultos.»

Além de tradicionáis visitas aos pontos históricos de Moscou, o programa da visita da delegação brasileira incluia reuniões com alunos brasileiros, participação do Festival de Culturas Nacionais no acampamento de MOSCÓVIA, descanso no acampamento PORÉTCHIE, Cursos de russo na escola 26.

Em janeiro de 2006 o primeiro grupo dos alunos e professores das escolas 26, 1945 e escola MARINA realizou a visita de resposta. A delegação oficial foi chefiada por Olga Larióniva, a Primeira Vice-Prefeita do Distrito Sud-Oeste.

Foram feitos os primeiros passos no desenvolvimento das nossas relações com Santa Catarina. Os alunos voltaram a Moscou. O que é que eles nos trouxeram do Brasil longínquo?

Disto contam estas NOTAS DE VIAGEM.

Reunião com alunos brasileiros (julho, 2005), Moscou. Escola № 26

Prais de laranjeiras. Camboriú.<.p>

Brasil! O que é que sabemos deste país? Primeiro e único que vem à memória de muitos é o país onde há muitos macacos selvagens e «Senhores Pedros», um ótimo café, futebol da primeira, telenovelas meladramáticas de alta qualidade, é a pátria de Paulo Coelho, tem e uma festa das mais livres do Planeta que é Carnaval. Foi mais ou menos a imagem que tinhamos nós na saída para este país. Nós fomos Vitálik Karímov, Macha Liubímova, Macha Kiyátkina, Dima Serebriakóv, Macha Górinova, Kólia Sítnikov, Liza Smirnóva e a nossa professora Svetlana Rezviakova. Ninguém de nós pôde imaginar quantas descobertas fabulosas e surpresas inesperadas o Brasil nos dará de presente!

A Praça dos Fundadores de São Paulo.

Uma feira em São Paulo Naquele país florestas tropicais convivem com montanhas majestosas, matas inígenas — com praias extraordinárias, rios grandiosos — com planaltos desertos, cascatas barulhentas — com baías calmas, e arranha-céus modernos — com luxuosas alamedas de palmeiras.

Em São Paulo

Praça da Sé em São Paulo Monumento para fundadores de São Paulo

Os principais recurso do Brasil, o país que muitos consideram ter um futuro glorioso, não são riquezas naturais ou clima benéfico, mas, sim, o povo que lá vive. Ao voltar do Brasil todos concordamos que a mais forte impressão vem da cordialidade, abertura, benevolência dos habitantes do país. Os próprios brasileiros são uma nação que uniu em si brancos, índios e descendentes dos escravos negros. O Brasil é um país que acolheu muitas ondas da emigração da Europa e da Ásia. Em São Paulo convivem diáspora japonesa, três igrejas russas, dezenas de restaurantes italianos…

Principal Catedral de São Paulo

Forte em São Francisco do Sul

Moradores urbanos do Brasil nos fins da semana costumam passar para fora das cidades. A estrada cinuosa que levou nos de São Paulo serpeava em torno de montanhas cobertas pela vegetação viva. De ambos os lados da estrada estendiam-se plantações de café e ao longo do caminho estavam camponeses com baldes, igual como nos arredores de Moscou, mas eles não vendiam batata, mas, sim, manga e abacaxi. Pudêmos parar e regatear sentindo todo o encanto do exotismo e plenitude da vida.

Parque Malvee

Edifício do Museu Oscar Nimeyer em Curitiba O objeto especial do orgulho dos brasileiros é a arquitetura. Hoje em dia ela atrai a atenção universal sendo uma das mais originais. Oscar Nimeyer é o arquiteto mais popular do Brasil, o criador do seu capital. Temos a felicidade de conhecer um dos seus projetos mais conhecidos — o Museu da Arte Moderna.

No Museu Oscar Nimeyer, Curitiba.

Em relação às crenças religiosas o Brasil é um país completamente livre. Ele recolheu no seu território quaze todas as religiões do mundo. E apesar de que a maior parte da população declara a sua pertinência à Religião Católica, encontramos lá adeptos de protestantismo da Europa e EUA, de islão, mormões, judeus, budistas e candomblé.

Candomblé é a religião dos escravos africanos da tribo Yoruba da Nigéria e de Benin. Atualmente candomblé tem uma grande divulgação em todo o Brasil.

Moça no fato ritual. Museu Oscar Nimeyer.

Cada um de nós conheceu o «seu» próprio Brasil que dança ardendo em ritmos do samba, que se entrega ao futebol, como Pelé ou Ronaldo, que toma refinadamente o café dilicioso lendo um jornail de manhã.

E para alguém outro o Brasil são vastidões de sem fim do Atlântico que lembram do ser perecível e da imensidão da natureza.

O sol carinhoso, a natureza de formosura incomparável, o clima brando, a arquitetura surpreendente — nisto deve estar a garantia do otimismo inesgotável dos habitantes do Brasil. Ficamos adimirados com a paixão dos brasileiros para com os beijos. É que dar um beijo no encontro significa não apenas exprimir a sua cordialidade mas também uma sincera admiração.

Uma representação em São Francisco do Sul

Em São Francisco do Sul Apesar que visitamos o Brasil nos meados de janeiro, as ruas de São Fransisco do Sul ainda continuavam decorados para a Festa do Natal. Embora tivessemos experimentado sentimentos muito estranhos andando de trenó de São Nicolau por baixo de uma palmeira copada.

O Brasil é um país em que gostam de festas. Um ano começa da festa feérica do Ano Novo. diferentemente da Rússia, o Ano Novo no Brasil não se festeja no círculo familiar. Quanto maior seja a companhia — melhor! O povo todo vai para múltiplos restaurantes e cafés, clubes noturnos ou simplesmente se senta na grama ou nas praias. Por toda a parte soam tambores, as pessoas dançam, cantam, trocam de presentes que, a propósito os brasileiros tanto gostam de dar como de receber. A meia-noite em ponto Em cima do Oceano Atlântico se acende o mais luxuoso fogo de artifício no hemisfério Sul. No Ano Novo no Brasil é habitual comer 12 uvas e pensar o desejo.

Porém, não existe a tradição do toque de carrilhão, como é habitual na Rússia, mas de noite se ouvem disparos de canhões e os brasileiros acreditam que caso neste momento se consegue dar um beijo na pessoa amada — o ano será feliz!

A Catedral da Nossa Senhora do Desterro surpreendeu com a sua beleza, esplendor e leveza. A Escola Técnica CEDUP impressiona com a arqitetura original.

Na peça da Escola Técnica Todas as escolas de Santa Catarina têm laboratórios bem equipados em que os alunos podem aprender a trabalhar com equipamento da sua futura profissão.

O sistema da educação do Brasil não difere muito do russo. Inicialmente o ensino primário, depois, o médio. As aulas começam extremamente cedo — às 7.30 de manhã. A duração de uma aula é de 48 minutos.

A reunião com o diretor da Escola CEDUP

A visita da universidade SOCIESC em Joinville Os brasileiros têm um cuidado especial para com o meio ambiente, por isso apoiam ativamente multiplos programas ecológicos. Cada escola e Universidade de Joinville realizam no mínimo dois projetos ecológicos. Na Universidade técnica de SOCIESC com esforços conjuntos do corpo docente e estudantes se realiza o projeto da produção sem resíduos: de latas para refrescos produzem-se artigos artesanais. Eis, um artigo interessante feito da ex-lata que recebemos como recordação.

Todas as instituições do ensino do Estado de Santa Catarina têm bibliotecas em que se pode encontrar a literatura diversa, inclusive em línguas estrangeiras. Todas as bibliotecas têm o livre acesso à Internete.

Na biblioteca da Universidade de UNIVILLE, Joinville

Na reunião com funcionários da Universidade de UNIVILLE Foi surpreendente para nós saber que mesmo no Brasil está a famosa empresa EMBRACO, que produz compressores e ocupa o segundo lugar no mundo pelo volume de produção. A visita de Perini Business Park — um distrito industrial que inclui fábricas, escritórios e armazens — foi de experiência única.

Junto ao Modelo de Perini Business Park

No centro esportivo da fábrica EMBRACO Os brasileiros têm a atitude especial não apenas ao futebol mas ao esporte em geral. Praticar diferentes meios de esporte várias vezes por dia para eles é natural. A única coisa que não conseguimos entender porque é que eles jogam futebol descalços? E apezar de que os brasileiros começam a jogar futebol desde pequenos, o nosso jogo nós conseguimos empatar!

Jogo «Rússia-Brasil» entre alunos de Moscou e Joinville

A primeira aula de português Jamais esqueceremos as nossas aulas de português que tivemos na viagem, no sentido completo da palavra. Passando de uma cidade para a outra aprendemoa a pronúncia e novas palavras. Foi muito engraçado porque nós, muito animados, gritamos palavras tão alto que passageiros aue passaram perto de nós prestavam atenção. O ensino de novas palavras o nosso Professor Gabriel mixturava com jogos engraçados que facilitavam lembrar o material.

Em Joinville está a Escola do Teatro Bolshoi do Brasil, única no Mundo fora dos limites da Rússia. A inauguração da Escola foi realizada em 15 de março de 2000 e tornou-se um evento histórico para ambos os países.

A Escola dispõe de um conjunto de salas. Em 11 salas de estudos aprendem cerca de 300 alunos. O ensino se realiza com participação dos mestres líderes do ballet do glorioso teatro. São interessantes os nomes das salas de escola: SALA TCHAIKÓVSKI, SALA ULÁNOVA, BIBLIOTECA PÚCHKIN.

Na Escola do Teatro Bolchoi do Brasil, Joinville

A parte oficial da nossa visita incluía a visita da Prefeitura da cidade de Joinville onde iamos presentar a nossa escola. Julgando pelas impressões dos presentes conseguimo-lo com êxito. «Pela primeira vez na vida fiz a nota no Livro dos Visitantes de Honra do Museu do Forte de São Fransisco do Sul. Foi muito emocionante!» (Vitálik Karímov)

Não só nós gozamos dos prazeres da viagem, mas também as nossas Professoras: Svetlana Rezvyakova< Margarida Gorchkova, Clarice Portella de Lima, Rosa de Cesaro.

«Jamais esquecerei! A moto foi emprestada pelo Chefe do Gabinete do Governador! Um acontecimento impossível!» (Kólia Sítnikov)

«Milagre brasileiro»: é assim que os brasileiros chamam Curitiba. Em uma duas décadas de uma cidadela pobre e suja ela cresceu na capital ecolôgica do Brasil. Na cidade existe a Universidade Ecolôgica.

Beto Carrero World (parque de curiosidades)

Teatro de Ópera de Curitiba As autoridades de Curitiba prestam grande atenção ao ensino ecológico, foi elaborada uma série de programas cujo alvo é a educação dos filhos como donos cuidadosos, amantes da sua cidade. A impressão especial causou o programa «Lixo não é lixo». As autoridades conseguiram que os moradores de Curitiba não apenas jogam o lixo, mas o recolhem e passam para ser recirculado.

O Jardim Botânico de Curitiba

Alexei Lázarev e Antônio Diomário de Queiroz Antônio Diomário de Queiroz, Secretário da Educação do Estado de Santa Catarina, passou connosco uns dias inesquecíves, tornando-se o nosso guia na capital de Santa Catarina.

Fortaleza da Ilha de Anhatamirim

Praça da Figuera Centenária de Florianôpolis Em Florianôpolis existe a tradição: se dar uma volta em torno da figueira centenária — voltará para o Brasil em breve, duas voltas — vai se namorar, trez voltas — vai se casar. Rezovemos dar seis voltas. Ficamos em espera dos resultados!

Beto Carrero World

Um dos lugares maravilhosos que visitamos é BETO CARRERO WORLD. É um garnde Parque de Atrações.

Que bom dar um passeio pelo parque não apenas à pé, mas em barcos redondos pelo rio turbulento!

Foi uma surpresa saber que brasileiros não são apenas admiradores da cultura russa, mas sabem bem e lêem obras de Dostoiévski, Tchékhov, Pasternák e Bulgákov. Em Santa Catarina tem um inteiro município russo — Witmarsum, fundado pelos emigrantes russos. Brasileiros dizem brincando que tem um frio especial em Witmarsum e às vezes até cai neve.

Centro de Cultura de Witmarsum

Carnaval é um fenômeno especial na vida dos brasileiros. Não é por acaso que eles dizem que vivem de um carnaval até outro. E vivem dançando samba. Os brasileiros começas a dançar mais cedo que andar, por isso têm um grande número de escolas de samba. Na Escola de samba CONSULADO aprendemos o essencial: passo samba no pé. Achamos que aprendemos bem. Nas escolas de samba além da dança estudam a cultura popular brasileira. Todos os participantes fazem fantasias.

No parque Zoológico pudemos melhor conhecer o mundo dos animais do Brasil.

Os encontros com representantes da fáuna brasileira foram muito interessantes. Existe um grande número de borboletas em Santa Catarina. E é de estranhar que eles não têm medo de ninguém! Se sentem bem na sua cabeça e no seu sapato! Os pássaros é uma «curiosidade» especial do Brasil. Existem mais de 1600 espécies (além dos papagaios), mas no cartão do país está o Tucano que é muito bonito.

Os alunos, os pais, o corpo docente da Escola 26 exprime a sua profunda e cordial gratidão pela participação apoio e ajuda na organização da viagem dos alunos da Escola 26 para a República Federativa do Brasil aos Governos de Moscou e de Santa Catarina, às Prefeituras do Distrito Sud-Oeste de Moscou e de Joinville e Florianôpolis, à Secretaria da Educação do Estado de Santa Catarina e à Administração da Educação do Distrito Sud-Oeste de Moscou, à Embaixada do Brasil na Rússia e ao Consulado Geral da Rússia em São Paulo, à Sociedade de Amizade, Cooperação Científica, Cultural e Empresarial Rússia-Brasil, a todos os amigos da Escola 26

Redatora-em-Chefe Elena Orlova
Redatora Responsável Natália Kotiólkina

Русская версия
  Copyright © 2003-2017 SRC “Sociedade da Amizade, coopera ção cultural, científica e empresarial com o Brasil”
Informação jurídica

Desenho e Scripting — Oleg Voltchkóv
Informação sobre o Servidor